Tag : Cirurgia de Silicone

HomePosts Tagged "Cirurgia de Silicone"
Mulher segurando seios com faixa cirúrgica

Mamoplastia e recuperação: como funcionam?

Mamoplastia é o nome dado à cirurgia plástica realizada na região dos seios, podendo ser realizada para quatro finalidades:

  • Aumentar
  • Reduzir
  • Reparar
  • Levantar – Mastopexia.

Sendo assim, trata-se de um procedimento indicado, sobretudo, para mulheres cujas mamas apresentam um tamanho não desejado por elas – menor ou maior -, bem como outras alterações como flacidez e assimetrias (um lado diferente do outro). Além disso, mamas grandes demais, que compõem um quadro chamado hipertrofia mamária, além de causarem incômodo estético, também podem levar a dores na coluna e até mesmo dificuldade para higiene. Quando as mamas apresentam flacidez, normalmente se apresentam numa posição mais baixa do que o normal. Nós, cirurgiões plásticos, conhecemos esse quadro com ptose mamária.

Em todo e qualquer caso, é fundamental a orientação adequada das pacientes, para que não existam complicações, principalmente, na fase pós-cirúrgica. Além disso, é essencial que quem deseja passar por esse tipo de intervenção se certifique de que a clínica escolhida e os profissionais que atuam nela são de boa procedência e verdadeiramente confiáveis. Caso contrário, o preço pago pode ser muito maior do que, simplesmente, os custos com a cirurgia, acarretando danos irreversíveis à saúde e ao bem-estar.

Como é o pré-operatório da mamoplastia?

Um dos principais momentos no processo da cirurgia de mamoplastia é o pré-operatório, já que é nesta fase que são definidos diversos fatores importantes. A etapa inclui conversas com o cirurgião plástico para esclarecimento de dúvidas, bem como a realização de todos os exames necessários. Tudo isso é imprescindível para observar o estado clínico da paciente e quais tipos de complicações poderiam ocorrer, com base no quadro médico apresentado.

Caso seja decidido pela utilização de prótese mamária, a escolha desta será feita em consenso entre médico e paciente, variando de acordo com o tipo de mamoplastia realizada e as características físicas da paciente. Há, ainda, outros aspectos avaliados, como a quantidade de tecido mamário a ser retirado, em casos de mamoplastia redutora e mastopexia.

O procedimento e tipos de anestesia

Em qualquer hipótese, a mamoplastia deve ser realizada em ambiente hospitalar. É fundamental que haja toda a estrutura necessária para atender a paciente, sobretudo, se ocorrerem complicações. O procedimento se dá em centro cirúrgico. O tipo de anestesia depende do caso. Deverá ser utilizada anestesia geral em caso de cirurgias de maior porte, como mamoplastia redutora e mastopexia. Já para os casos de simples inclusão de prótese sem retirada de pele, anestesia local associada à sedação pode ser uma ótima escolha, com conforto para a paciente. Porém, cada caso será decidido individualmente, mediante avaliação conjunta do cirurgião e anestesista.

O tempo médio de duração da cirurgia depende do tipo de procedimento realizado. Para inclusão de próteses mamárias, sem retirada de pele, por exemplo, é possível que a cirurgia esteja encerrada entre 60 a 90 minutos. Já para casos mais complexos, a cirurgia pode se estender mais, dependendo de suas peculiaridades. Quando há retirada de pele para suspensão da mama (mastopexia), ou quando é necessária a retirada de tecido mamário interno (mamoplastia redutora), o tempo de cirurgia pode passar de 3 horas. Lembremos que o tempo que a paciente permanece no centro cirúrgico é maior do que o tempo da cirurgia, pois devemos levar em consideração o período para que ela seja anestesiada antes da cirurgia, e também a recuperação da anestesia quando a cirurgia termina. Isso é importante ser avisado para os acompanhantes da paciente que aguardam no quarto, para que o aparente tempo aumentado de cirurgia não gere preocupação.

Posteriormente, são aplicados curativos elásticos e modeladores, que colaboram com a recuperação e cicatrização da região. Estes itens devem ser trocados periodicamente, de acordo com o que for determinado pelo médico, a fim de manter a higienização e promover a rápida recuperação.

Cuidados pós-operatórios essenciais para quem passa por cirurgia de mamoplastia

Em mamoplastias, na maioria dos casos, a alta se dá no mesmo dia da cirurgia. Na menor parte dos casos, a internação chega a 24h.
É importante que a paciente permaneça em repouso, sem mexer muito os braços durante os dias de pós-operatório, e somente retorne às suas atividades conforme liberação do especialista. Em geral, tarefas cotidianas costumam ser permitidas mais cedo do que aquelas que exigem maior esforço físico. Apenas o cirurgião plástico pode indicar o que está liberado ou não, de acordo com a recuperação de cada pessoa. Isso será avaliado durante as consultas de retorno.

De uma maneira geral, o tempo de recuperação é de 2 semanas a 1 mês, dependendo da complexidade do procedimento. Esforços maiores, como musculação, são liberados com 2 meses. Exposição ao sol normalmente deve ser evitada nos 2 a 3 primeiros meses, e após esse período, caso a paciente resolva ir à praia, por exemplo, deve ainda usar protetor solar nas cicatrizes. O sutiã cirúrgico é um importante aliado e deve ser usado continuamente por 6 semanas em média. Diversos tratamentos para a cicatriz serão implementados de acordo com o caso, como curativos especiais e fita de silicone, dentre outros.

Uma boa recuperação para cirurgia de mamoplastia também exige alimentação saudável e uso dos medicamentos indicados pelo médico.

A clínica do Dr. André Ahmed, cirurgião plástico no Rio de Janeiro, conta com uma imensa variedade de procedimentos estéticos e com profissionais altamente qualificados, visando sempre a beleza, a saúde e o seu bem-estar. Entre em contato e faça uma avaliação!

Mão feminina segurando próteses de silicone

Mitos e verdades sobre a prótese de silicone

O implante de próteses de silicone está entre os procedimentos cirúrgicos mais realizados em todo o mundo. Atualmente, o Brasil ocupa o segundo lugar no ranking de países com maior procura, atrás somente dos Estados Unidos. De acordo com o levantamento mais recente, organizado pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), cerca de 22,5% das intervenções médicas executadas por aqui são referentes ao aumento dos seios.

Apesar de ser um procedimento relativamente simples, é comum surgirem diversas dúvidas entre aquelas que desejam colocar silicone. Por isso, vamos esclarecê-las!

Em geral, a cirurgia costuma durar de 60 a 90 minutos e pode ser feita com anestesia local associada à sedação profunda, ou anestesia geral. A paciente se interna no dia da cirurgia, passa pelo procedimento, e, na maioria dos casos, tem alta no mesmo dia, para ir dormir em casa. Apenas em alguns casos, há necessidade de pernoitar no hospital até o dia seguinte.

Qual é a vida útil de um implante mamário?

Não há prazo definido para troca das próteses, como havia antigamente, quando se determinava 10 anos para a troca. O que deve ser feito é uma avaliação periódica, de tempo em tempo, com exame de imagem.

O silicone impede o diagnóstico de câncer de mama?

Não. Possuir implante de silicone nos seios requer cuidados e realização dos devidos exames periodicamente, seguindo a orientação médica. Há uma maneira específica de fazer a mamografia em pacientes que possuem próteses, com o objetivo de mostrar melhor ao radiologista o tecido mamário para diagnóstico de nódulos com potencial cancerígeno. Quando existe alguma dúvida após o procedimento, é possível realizar uma ressonância para a confirmação ou descarte da hipótese de câncer de mama.

Pacientes com implante de mama podem fazer exame de mamografia?

A paciente que possui implante de silicone nos seios poderá realizar exames periodicamente, seguindo a orientação médica. Exames de imagem, como mamografia e ressonância magnética serão feitos normalmente, mesmo com a presença da prótese mamária, que não atrapalha o diagnóstico de nódulos benignos e câncer de mama.

As próteses prejudicam ou impedem a amamentação?

Estudos realizados ao longo dos últimos anos confirmaram que as próteses mamárias não prejudicam ou impedem a amamentação. A cirurgia é realizada por trás da glândula mamária e, desse modo, não viola o sistema que produz e armazena o leite materno

.

A prótese de silicone pode sair do lugar, girar ou se romper?

É raro acontecer, principalmente quando utilizamos próteses de boa qualidade.

Existe uma idade correta para operar?

Não existe uma idade ao certo para realizar a cirurgia de prótese de mama. Pode ser feito a partir da idade em que o tecido mamário chega à sua maturidade final em relação à formação.

Existe uma época melhor para fazer a cirurgia?

A melhor época é aquela que permite à paciente realizar repouso moderado e seguir corretamente as recomendações médicas pré e pós-operatórias. A recuperação se dá em 2 a 3 semanas, período em que se deve evitar mexer muito os braços. Com 30 dias, já poderá fazer caminhadas leves com uso de sutiã pós-cirúrgico. Aos poucos, seu médico irá te liberando para determinadas atividades, até que em 2 meses você possa levar uma vida normal.

Posso colocar o volume que quiser?

Não. O cirurgião é quem fará uma análise do corpo da paciente e definirá, com base em exames completos, o volume máximo a ser aplicado. Além disso, são levados em consideração aspectos como as medidas precisas do tórax. Cada caso é um caso e, por isso, nem sempre a prótese que caiu bem em uma pessoa ficará boa em outra.

Será necessário colocação de dreno de aspiração?

Apenas em poucos casos selecionados, principalmente quando a prótese é colocada em plano submuscular, e quando se faz retirada de pele para suspensão da mama (mastopexia), visando uma melhor recuperação, menos dor, menos inchaço e melhor cicatrização nesses casos. O dreno, quando utilizado, é retirado na consulta de retorno.

Quando se coloca prótese submuscular?

Em geral, esses casos ficam reservados para pacientes que não têm nenhum ou muito pouco tecido mamário (mamas extremamente pequenas), para que a prótese tenha uma melhor cobertura e não fique praticamente em contato próximo à pele.

Cuidados especiais para quem realiza cirurgia plástica

Quem se submete à cirurgia de prótese de silicone precisa obrigatoriamente seguir as recomendações médicas. Dependendo da situação, pode ser necessário manter a região operada seca, sem molhar durante os primeiros 7 dias em média. Durante esse período, não há quase nenhuma troca de curativos. Deve-se tomar os antibióticos e analgésicos prescritos da forma correta, evitar exposição ao sol, manter uma alimentação leve e saudável, fazer repouso, não mexer muito os braços (principalmente nas duas primeiras semanas), e usar o sutiã cirúrgico durante cerca de 6 semanas. Em geral, pacientes dizem que a recuperação é tranquila.

A clínica do Dr. André Ahmed, cirurgião plástico no Rio de Janeiro, conta com uma imensa variedade de procedimentos estéticos e com profissionais altamente qualificados, visando sempre a beleza, a saúde e o seu bem-estar. Entre em contato e faça uma avaliação!

implante de silicone

Tire suas dúvidas sobre implante de silicone

Tire suas dúvidas sobre implante de silicone

Colocar um implante de silicone é o desejo de milhares de mulheres, mas antes de marcar o procedimento cirúrgico é necessário pesquisar sobre o assunto e tirar as suas dúvidas sobre esta operação.

Há uma série de itens que devem ser avaliados antes de você marcar a cirurgia plástica, a começar pelos motivos que te levam a procurar esta intervenção cirúrgica.
Há mulheres que querem seios maiores, outras buscam uma proporção do corpo, ou reverter a flacidez. Motivos são vários e você precisa defini-lo para conseguir encontrar o melhor tipo de prótese de mama para o seu caso.

Mas não é só isso, encontrar um médico credenciado na Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica também é importante para garantir a segurança e o sucesso da operação.
Para te ajudar a entender melhor sobre os pontos que permeiam a decisão de colocar implante de silicone separamos as principais dúvidas sobre o tema e trazemos as respostas para a te ajudar a decidir de uma vez por todas a fazer a cirurgia.

Quem pode se submeter a cirurgia implante de silicone?

Uma das principais dúvidas é sobre o perfil de quem pode colocar uma prótese de silicone. Em relação a idade, menores de 18 anos podem sim colocar implantes, mas o médico precisa avaliar se houve ou não crescimento total das mamas.

No geral, uma avaliação médica poderá definir o seu quadro de saúde e concluir se há condições ou não de fazer a cirurgia.

Como é colocado o implante de silicone nas mamas?

Entender corretamente como é a cirurgia é extremamente importante para que você decida por se submeter ou não à colocação de próteses de silicone. Durante a consulta, veja com o médico o melhor tipo de procedimento: por cima do músculo ou por trás do músculo. A forma mais comum é por cima do músculo, pois confere uma projeção maior.

Como é o pós-operatório de quem coloca silicone?

Quem optar por este procedimento precisa entender que será necessário um período de repouso, cerca de 15 dias, evitando movimentar muito os braços. As dores serão controladas por analgésicos.

A cirurgia pode gerar complicações?

As complicações nestas cirurgias são incomuns. Contratura capsular pode ocorrer a longo prazo, em menos de 3% dos casos. Todo organismo tem um mecanismo de defesa e em alguns casos cria-se uma membrana fibrosa ao redor da prótese que pode vir a ficar endurecida porque o tecido tende a se contrair, causando dor e tirando o aspecto natural dos seios.

Ficarei com cicatriz?

Colocar implante de silicone pode gerar cicatrizes, em geral, discretas e escondidas. Quem tem tendência a queloide pode conversar com o médico e verificar o melhor local para posicionar a cicatriz: na base do seio, na aréola ou na axila. O tratamento da cicatriz será direcionado para cada organismo.

Como escolher um bom cirurgião plástico?

Para garantir o melhor resultado da operação, é importante escolher um cirurgião plástico que seja membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. Marque uma consulta e converse com ele sobre o que te leva a procurar pelo implante de silicone.
por Dr. André Ahmed

WhatsApp