Prótese de Silicone

Realize o Sonho da Prótese de Silicone.
Seios Belos e Elegantes.
Você pode.

Agende sua consulta

Por Dr. André Ahmed

CIRURGIA DE PRÓTESE DE SILICONE NO RJ

Deseja aumentar os seios com próteses?

Tudo sobre o assunto, você encontra aqui!

Olá, eu sou o Dr. André Ahmed e preparei esse conteúdo especialmente para você que quer saber tudo sobre mamoplastia de aumento.
Tags: protese de silicone, prótese de silicone, silicone nos seios, mamoplastia de aumento, cirurgia de silicone, colocar silicone, protese de mama, tipos de protese de silicone, tipos de protese de mama, protese de silicone valor, protese mamaria.

O que é a Mamoplastia de Aumento? Como funciona?

A mamoplastia de aumento tem hoje como sua principal estratégia a utilização de próteses mamárias. A prótese de silicone apresenta uma consistência semelhante aos tecidos mamários e podem, com a utilização da técnica adequada, conferir um aspecto natural às mamas ao mesmo tempo que cumprem bem seu papel de aumento do volume.

Aqui vale uma observação: prótese de mama, implante mamário e prótese de silicone são a mesma coisa. São sinônimos.

Silicone nos seios , tudo o que você precisa saber antes de operar.

Há uma grande variação nos tamanhos e formas das proteses de silicone disponíveis. De maneira geral, elas são preenchidas por gel de silicone coeso. A escolha da melhor prótese de mama está condicionada à avaliação individualizada de cada paciente, respeitando-se as peculiaridades anatômicas e o desejo manifestado pela paciente. Além disso, a definição da marca da prótese deve ser rigorosa, prezando-se pela qualidade. Dessa forma, chega-se a ótimos resultados.

As pacientes demonstram grande satisfação logo após se submeterem a essa cirurgia, pois há uma recuperação relativamente rápida.

Quais os Acessos Possíveis? Onde Ficará a Cicatriz?

O acesso para colocação das próteses de silicone nos seios é definido pelo aconselhamento do cirurgião somado à conversa com a paciente, que expõe seu desejo quanto à localização da cicatriz, podendo ser pelo sulco inframamário, pela aréola ou pela axila.

Sulco Inframamário

Quando se opta pelo acesso no sulco inframamário, a cicatriz fica escondida numa dobra natural, numa posição mais horizontal logo abaixo dos seios. É a incisão mais utilizada. Esse é um acesso que respeita bem a anatomia das mamas, pois há muito pouca agressão ao tecido mamário. O cirurgião nesse caso descola o espaço para alojar a prótese, ou seja, descola a loja, sem precisar abrir nenhum espaço no meio do tecido mamário. Não haverá, portanto, nenhum prejuízo na amamentação futura. As cicatrizes, na maioria dos casos fica bem discreta. Claro que a característica da cicatriz sempre estará sujeita à tendência individual de cada paciente. Em outras palavras, algumas mulheres têm cicatrização melhor do que outras. Mas na minha prática diária, dificilmente, as pacientes se queixam dessa cicatriz localizada no sulco inframamário. Essa cicatriz normalmente tem de 4 a 6 cm. Obviamente, próteses maiores demandam uma abertura maior para serem introduzidas o que obriga o cirurgião a estender um pouco essa cicatriz, apenas a ponto de conseguir introduzir a prótese, mas nada muito pronunciado.

Acesso Pela Aréola

O acesso pela aréola também pode ser utilizado. De uma maneira geral, a cicatriz nessa localização será um semicírculo na metade inferior da aréola, coincidindo com a margem da aréola, ou seja, a zona de transição de cor entre a aréola e a pele normal, englobando a metade inferior. É importante frisar que o acesso pela aréola só pode ser utilizado se a aréola da paciente apresentar um diâmetro suficiente para isso. Pacientes com aréolas muito pequenas não são boas candidatas à escolha do acesso areolar para introdução do implante de silicone nos seios. A escolha por esse acesso deve ser muito bem debatida entre o médico e a paciente. É necessário informar à paciente que a aréola já é uma área mais nobre e que o acesso por ela está sujeito a problemas para lactação futura, ou, mais raramente, alterações de sensibilidade. Nessa área, a cicatriz está mais propensa a alterações estéticas, principalmente, a despigmentações do contorno da aréola. A paciente deve estar ciente de que o acesso pela aréola requer uma dissecção no meio da glândula mamária, abrindo espaço dentro do tecido mamário até chegar ao plano de inclusão da prótese, que a partir daí será descolado. Normalmente, pacientes que vêm buscando por uma cirurgia secundária (troca da prótese de mama, por exemplo), e que já apresentam cicatriz nessa localização, acabam solicitando ao médico que se utilize dessa mesma cicatriz para se efetuar a troca da prótese, para se evitar uma cicatriz nova.

Acesso Pela Axila

Vai da preferência de cada cirurgião. Eu particularmente considero que essa técnica produz cicatrizes desnecessariamente mais aparentes. Por isso abandonei esse método.

Observações:

Tenho sempre uma preferência pelo acesso inframamário, por preservar mais o tecido mamário e deixar uma cicatriz discreta, escondida numa dobra natural que é o sulco inframamário. O acesso pariareolar reservo muito para os casos que necessitam de redução do diâmetro da aréola, ou para uma pequena retirada de pele periareolar, ou ainda para aquelas pacientes que já tem cicatriz areolar prévia. Raramente, alguma paciente sem cirurgias/cicatrizes prévias, solicita acesso pela aréola. Nesses raros casos, avalio a viabilidade disso mediante o diâmetro da aréola, explico sobre os detalhes e, estando a paciente de acordo e tendo uma boa indicação, prossigo com esse planejamento. Esses casos de acesso pela aréola podem estar sujeitos à necessidade de uma micropigmentação para melhorar o contorno da aréola meses após a cirurgia.

Em Que Plano a Prótese de Silicone Será Colocada?

O plano de inclusão da prótese, basicamente, pode ser entre o tecido mamário e o músculo (retroglandular ou subglandular), que também é conhecido como acima do músculo. Ou pode ser abaixo do músculo (submuscular), também chamada de retropeitoral. A definição desse plano de inclusão deve ser criteriosa e está sujeita à avaliação clínica.

Mas vale aqui algumas observações acerca do plano de inclusão da protese de silicone.

Prótese Subglandular x Prótese Submuscular

A prótese subglandular leva a uma recuperação mais rápida do que a prótese submuscular. Quando descolamos um espaço abaixo do músculo peitoral, isso normalmente é um pouco mais traumático, por ser um tecido mais rígido, e um pouco mais sangrativo. Quando a paciente coloca a prótese de silicone por baixo do músculo, pode se queixar um pouco mais de dor no pós-operatório, pode ter mais edema, e ter uma recuperação mais lenta até retornar às sua atividades rotineiras. É importante também a paciente saber que a prótese de mama colocada em plano submuscular sofre perda da sua projeção, e pode ficar menos marcada e mais natural, pois estará num plano mais profundo. Eu particularmente indico mais a utilização de protese de silicone em plano submuscular quando a paciente tem muito pouco tecido mamário, ou seja, mamas extremamente pequenas. São casos de hipomastia severa. Pois, nesses casos, não há cobertura suficiente para proteção da prótese em plano subglandular.

Plano subfascial

Existe também o plano subfascial. Vamos entender que, colada com o músculo, existe uma fáscia, que é uma membrana fina que recobre o músculo e está situada entre ele e a glândula mamária. A prótese subfascial nada mais é que a utilização dessa fáscia para recobrir a prótese. Ou seja, é um plano um pouco mais profundo do que o plano retroglandular (ou subglandular), pois a prótese será recoberta pela fáscia muscular do músculo peitoral maior e a glândula mamária.

Dual Plane

Aqui, na técnica dual plane, estamos tratando de um plano misto, em que a parte superior da prótese fica recoberta pelo músculo peitoral e a parte inferior da prótese fica recoberta pela glândula mamária. O objetivo dessa técnica é conferir mais naturalidade ao resultado, de forma semelhante ao plano submuscular, porém, sem que a prótese fique completamente abaixo do músculo.

SILICONE NOS SEIOS: QUAL É A DIFERENÇA ENTRE OS TIPOS DE PROTESE DE SILICONE ?

Quais os formatos de protese de mama?

A decisão de colocar silicone nos seios já foi tomada… Mas, para o aumento dos seios , qual tipo de prótese de silicone você vai colocar? Qual o tamanho ideal? Se estas dúvidas estão pairando sobre seus pensamentos… Prepare-se para entender “tim tim por tim tim” e ir adiante mais entendida e, consequentemente, segura para realizar o seu sonho! ; ) Primeiro é preciso respeitar o biotipo de cada pessoa, para conseguir um resultado harmonioso e natural. O que ficou ótimo na sua amiga, pode não cair bem em você. Portanto, a orientação do seu cirurgião plástico especialista é fundamental para o sucesso total dos seus novos seios. Elaborei aqui um conteúdo com os diferentes tipos de protese de silicone, que diferenciam-se entre si pela relação de altura (o quanto a mama é projetada para frente) e largura (diâmetro da base). Esta variação de perfis existe para proporcionar um resultado o mais adequado possível ao corpo, considerando: tamanho do tórax, tendência à flacidez, objetivo e expectativa da paciente. Próteses redondas são as mais utilizadas, porque valorizam o colo dos seios. Algumas pacientes ficam em dúvida sobre escolher a prótese de menor ou maior projeção, o que é super normal… Vamos entender as características de cada uma?

PRÓTESE DE MAMA REDONDA

A prótese de silicone redonda é um dos tipos mais requisitados pelas mulheres. Na visão frontal, essa prótese possui uma base redonda, e na visão lateral, faz o formato de uma cúpula. Ideal para quem quer explorar os “decotes”, este modelo é bem interessante para quem busca marcar mais o colo, porque preenche bastante a parte superior da mama. É o queridinho das mulheres mais ousadas! Deixa o colo bem desenhado e, consequentemente, contribuem para formar seios de parar o trânsito! Utilizado de forma correta, através de cirurgia bem executada, e sem exageros de tamanho, não deixa o resultado nada artificial.

IMPLANTES DE MAMA FORMATO GOTA OU ANATÔMICA

Mais conhecido como prótese gota, o perfil anatômico tem a maior parte do volume de silicone concentrado na parte de baixo. Desta forma, contribui para o aumento da mama sem perder o contorno natural. Indicada para quem busca naturalidade, porque a mama não fica projetada, o colo não fica marcado e a parte de baixo dos seios ganha mais volume. Ou seja, essa prótese imita o formato natural dos seios. A prótese gota ou anatômica é a menos escolhida pelas mulheres, porque possui pouca projeção superior e central, em outras palavras, menos colo. Este tipo é muito indicado por pacientes que se submeteram a uma mastectomia (retirada cirúrgica das mamas) devido a um câncer de mama e buscam uma reconstrução da mesma. Ele não valoriza o colo e é pouco procurado para finalidades que visam apenas a estética, a não ser que se busque um resultado quase imperceptível. Sua base pode ser também ovalada no sentido vertical ou horizontal.

PRÓTESES CÔNICAS

Considerado um formato de projeção média, onde a parte central é particularmente bem destacada, como se fosse mais pontuda. Pela visão de perfil pode ser comparada com uma pirâmide. A base é redonda. Ideal para pacientes com flacidez mamária bem discreta, projeta bastante a aréola para frente, mas não valoriza tanto o polo superior da mama (colo). Sua utilização deve ser muito bem planejada em todas as suas dimensões. Deve-se tomar cuidado para não deixar com que sua ponta fique localizada fora da região da aréola, caso contrário, essa ponta pode ficar facilmente visível e marcada, o que leva a uma deformidade.

QUANTO ÀS PROJEÇÕES…

PERFIL BAIXO E MODERADO São modelos de prótese de silicone que possuem maior diâmetro e menor projeção, ou seja, base mais larga e altura central mais baixa. Quando o objetivo é apenas o aumento das mamas, esses tipos de implantes são pouco utilizados pelos cirurgiões plásticos, já que sua forma não projeta a mama para frente e o colo fica apagado, ou pouco marcado, a não ser que esse seja um desejo da paciente. Próteses de perfil baixo ou moderado são melhores indicadas em cirurgia de mastopexias e reduções de mama, para conferir um formato melhor na montagem após a retirada de tecido – pele, tecido subcutâneo, gordura e glândula mamária – sem que haja uma tensão exagerada da pele suturada (“costurada”), e sem prejuízo nas manobras para ascensão da aréola.

PRÓTESE DE SILICONE PERFIL ALTO OU SUPER ALTO

Com base menor e maior projeção na sua cúpula, desta forma os seios ficam projetados para frente como um todo. Em especial, a super alta, ou extra alta, serve bem para aquelas mulheres que tem o tórax e base das mamas estreitos, já que a base do busto tem menor diâmetro e a projeção para frente fica bem evidente. Apesar de todas essas especificações, é importante salientar que cada marca tem seu padrão de nomenclatura e tabela de medidas, sendo que a prótese de mama de perfil super alto de uma fabricante pode corresponder à projeção alta, ou média de outra. Deve-se avaliar padrões como o grau de preenchimento de gel de silicone, e a coesividade do mesmo. Isso pode variar de marca para marca, ou até entre as diversas linhas de uma mesma marca. Portanto, você mulher, que quer colocar sua prótese mamária, saiba que ninguém melhor do que o seu médico para decidir sobre o tamanho e formato ideal para você, para que o procedimento seja seguro e com menos risco possível, e também para que o resultado se aproxime ao máximo daquilo que você deseja esteticamente. Pesquise sobre o profissional que irá lhe operar, e se o mesmo tiver experiência no assunto, ele irá decidir o melhor para você. Outra dica: não se apegue ao número de ml. Se a sua amiga pôs 300ml, não necessariamente o mesmo volume ficará bom para você, mesmo que as duas tenham biotipos semelhantes. O trabalho de uma mamoplastia de aumento é artesanal e deve respeitar as particularidades anatômicas e cada organismo. A escolha do tamanho pode ser feita inclusive com base no uso de medidores, ou também chamados moldes ou experimentos, que nada mais são do que imitações das próteses com seus volumes correspondentes, utilizados durante a cirurgia. O ideal é que o cirurgião tenha à sua disposição uma variedade de volumes no momento da cirurgia.

Algumas dúvidas comuns:

Dr. André Ahmed, quais as indicações para próteses texturizadas e de poliuretano?

As próteses texturizadas normalmente podem ser utilizadas mais em casos sem flacidez. São próteses que se acomodam melhor. São utilizadas tanto em plano subglandular quanto submuscular. São muito utilizadas em mulheres mais jovens, sem filhos, com boa qualidade de pele, mamas pequenas e com boa sustentação. As próteses revestidas com poliuretano tem poder de aderência maior. Como elas “grudam”, como se tivesse um efeito de velcro, são bem indicadas para casos de flacidez com ou sem necessidade de mastopexia. Ou seja, pacientes com algum grau de ptose mamária, irão se beneficiar do uso da prótese de poliuretano, para que se mantenham com um bom resultado a longo prazo, e as mamas não caiam com o peso da prótese. Ela fixa melhor sobre o músculo. É uma prótese de mais difícil introdução e acomodação, de forma que não fica bem indicada para o plano submuscular, sendo mais apropriada para inserção acima do músculo (subglandular), onde o tecido é mais elástico e complacente para acomodação da prótese. Em outras palavras, quando optamos pelo plano submuscular, utilizamos a prótese texturizada. Se você for a uma consulta comigo, terá a oportunidade de pegar na mão os 2 tipos de prótese e sentir a diferença na superfície delas.

Dr. André Ahmed, o que é contratura capsular?

Em torno de toda prótese que é colocada dentro das mamas, o organismo constrói uma membrana que protege a prótese, isolando-a para que ela fique num espeço reservado, sem um contato direto dela com os tecidos vizinhos. Essa cápsula está sempre presente envolvendo as próteses, e também tem importante função na estabilização dos implantes para que eles não mudem de posição facilmente. A contratura capsular é o fenômeno que acontece quando essa cápsula se espessa demasiadamente, contraindo em torno da prótese. Quando ela fica muito espessa e dura, ela pode inclusive provovar alteração estética, aparentando uma mama mais arredondada, e isso também pode levar a dor. À palpação pode ter consistência endurecida. A boa notícia é que apenas um pequeno percentual (menos de 5% dos casos) evoluem para contratura capsular após 10 anos de próteses. Se isso acontecer, na maioria dos casos, isso não representa uma urgência, e pode-se agendar uma troca das próteses com a capsulectomia (retirada da capsula).

Dr. André Ahmed, devo trocar as próteses de mama após 10 anos?

Não há mais esse tipo de prazo para troca das próteses mamárias. O ideal é a avaliação periódica das mamas. Mas claro que não estará descartada a necessidade futura de trocar as próteses de silicone. Afinal de contas, há um processo de envelhecimento correndo independente das próteses, ou poderá ocorrer uma gestação e amamentação. Portanto, futuramente por questões estéticas mesmo, poderá haver a necessidade de uma nova mamoplastia, em que será indicada possivelmente a troca da protese de silicone.

Como escolher o seu cirurgião plástico? Onde colocar silicone ?

Procure informações sobre a formação e experiência do seu cirurgião. Procure saber se ele tem experiência com esse tipo de cirurgia e veja o relato das pacientes que passaram por cirurgia com ele.

Dr Andre Ahmed, “ o que é assimetria mamária “ ?

A assimetria mamária é a diferença de volume e forma das mamas que as pacientes têm de um lado em relação ao outro. Em todas as pessoas, um lado é diferente do outro em todas as partes do corpo. Algumas mulheres têm essa diferença mais pronunciada. Em raros casos, quando a diferença é gritante, necessitamos usar próteses de volumes diferentes em cada lado para compensar essa diferença própria da anatomia original.

Dr. Andre Ahmed, “ quanto tempo de recuperação após colocar prótese de silicone “ ? De 2 a 3 semanas.

Dr André Ahmed, “ quanto tempo demora para desinchar a protese de silicone “ ? E “ quanto tempo demora para a protese de silicone baixar “ ? Em torno de 2 a 3 meses.

Protese de silicone valor

Quanto custa uma protese de silicone

Quanto custa colocar protese de silicone

Se você veio buscando por esssa informação, lamento informar que o Conselho Federal de Medicina nos proíbe de informar orçamentos ou valores aproximados de cirurgia pela Internet. Você saberá o seu orçamento quando for à consulta médica. Mas aqui vai uma dica: suspeite de valores mais baixos. Não se utilize apenas desse critério para escolha do seu cirurgião, pois obviamente, você encontrará os mais variados preços no mercado, mas proporcionalmente a essa diferença, haverá variações na qualidade do serviço prestado.

Protese de silicone antes e depois, cirurgia de silicone resultados:

Tem curiosidade em ver resultados de cirurgias minhas? Terei a maior satisfação em te mostrar quando você for à consulta. Infelizmente, não podemos expor resultados pela Internet, mesmo com a autorização do(a) paciente. O Conselho Federal de Medicina proíbe essa prática. Espero que você tenha gostado desse conteúdo, que preparei com todo o carinho para você que tem o desejo de aumentar as mamas com prótese. Para outras dúvidas, entre em contato. E não se esqueça que o ideal sempre será você agendar uma consulta. Assim, poderei traçar um planejamento totalmente adequado para você ter o melhor resultado possível. Te aguardo lá!

Outros Procedimentos

Agende sua consulta

Dr. André Ahmed - Experiência e Credibilidade