Blog

HomeNotíciasPRINCIPAIS TENDÊNCIAS EM CIRURGIA PLÁSTICA 2017

PRINCIPAIS TENDÊNCIAS EM CIRURGIA PLÁSTICA 2017

PRINCIPAIS TENDÊNCIAS EM CIRURGIA PLÁSTICA 2017

CIRURGIA PLÁSTICA

A lipoaspiração e o aumento de mama ainda são os procedimentos mais requisitados, mas as mudanças culturais e as descobertas científicas têm aumentado recentemente a popularidade de outros procedimentos, menos conhecidos.

Em 2014 tivemos um salto na busca por gluteoplastia de aumento, crescendo 86% em relação ao ano anterior, de acordo com estatísticas fornecidas pela Sociedade Americana de Cirurgia Plástica Estética. O número total desses procedimentos foi de 21.446 em 2014, de acordo com uma projeção estimada com base em questionários coletados de 786 cirurgiões plásticos, otorrinolaringologistas e dermatologistas. Dr. Michael Edwards, presidente da Sociedade Americana de Cirurgia Plástica Estética, atribui esta tendência à celebridades de alto nível, como Kim Kardashian, que quase quebrou a internet com seus glúteos em novembro do ano passado

Mais surpreendente foi o aumento de 49% no ano passado de cirurgias de labioplastia, também conhecida como “ninfoplastia”, procedimento que reduz o tamanho dos pequenos lábios vaginais. Os mesmos dados coletados mostram que em 2014 foram 7.535 cirurgias plásticas do tipo, um aumento que se atribuiu à crescente conscientização de que o procedimento está disponível. Mulheres que possuem os pequenos lábios pronunciados e se sentem “devastadas”, o procedimento é muito recomendado.

Outra forte tendência é a adição de gordura em certas partes do corpo, como o rosto. Conforme as pessoas envelhecem, elas perdem volume na face e adicionar um pouco de gordura, combinado ou não com um facelift, será um procedimento popular. Os médicos estão começando a compreender como o processo, chamado de enxerto de gordura ou restauração volumétrica funciona reorganizando as fibras elásticas abaixo da pele e fazendo com que o paciente tenha uma aparência rejuvenescida.

Outro número que aumentou bastante foi o de procedimentos cosméticos realizados na América, crescendo seis vezes desde 1997, de acordo com a Sociedade Americana de Cirurgia Plástica Estética, de 1,7 milhões a 10,6 milhões, somando investimento de US $ 12 bilhões no período.

Fonte: TIME (http://time.com/3842179/plastic-surgery-trends/)